50 perguntas que irão libertar sua mente!

1. Quantos anos você teria, se você não soubesse quantos anos você tem?
2. O que é pior, falhar ou nunca tentar?
3. Se a vida é tão curta, por que fazemos tantas coisas que não gostamos e gostamos de tantas coisas que não fazemos?
4. Quando estiver tudo dito e feito, você vai ter dito mais do que você fez?
5. Qual é a única coisa que você mais gostaria de mudar em relação ao mundo?
6. Se a felicidade fosse a moeda nacional, que tipo de trabalho iria torná-lo rico?
7. Você está fazendo o que você acredita, ou você se contenta com o que faz?
8. Se a média de vida humana fosse de 40 anos, o que você faria de diferente?
9. Até que ponto você realmente tem controlado o rumo que sua vida tomou?
10. Você está mais preocupado em fazer as coisas direito, ou fazer as coisas certas?
11. Você está almoçando com três pessoas que você respeita e admira. Todos começam a criticar um grande amigo seu, sem saber que ele é seu amigo. A crítica é estranha e injustificável. O que você faz?
12. Se você pudesse oferecer somente um conselho a uma criança, qual seria?
13. Você quebraria a lei para salvar um ente querido?
14. Você já viu insanidade onde mais tarde viu a criatividade?
15. O que é algo que você sabe que você faz diferente da maioria das pessoas?
16. Como pode as coisas que te fazem feliz não fazer todos felizes?
17. O que uma coisa não é mesmo feito que você realmente quer fazer? O que está prendendo você?
18. Você está segurando em algo que você precisa deixar de ir?
19. Se você tivesse que mudar para um estado ou país, além deste que está vivendo atualmente, para onde é que você se mudaria e por quê?
20. Você aperta o botão do elevador mais de uma vez? Você realmente acredita que isso faz o elevador ir mais rápido?
21. Você preferiria ser um gênio preocupado ou um simplório alegre?
22. Por que você, é você?
23. Você é o tipo de amigo que você quer ter como amigo?
24. O que é pior, um amigo se afastar, ou perder o contato com um bom amigo que mora bem perto de você?
25. Pelo o que você é mais grato?
26. Você preferiria perder todas as suas memórias de infância, ou nunca ser capaz de fazer novas memórias?
27. É possível saber a verdade sem desafiá-la primeiro?
28. Seu maior medo já se tornou realidade?
29. Você se lembra aquela vez a 5 anos atrás quando você estava extremamente chateado? Será aquilo realmente importa agora?
30. Qual é a lembrança mais feliz da sua infância? O que a torna tão especial?
31. Em que momento do seu passado recente você se sentiu mais apaixonado e vivo? 32. Se não agora, então quando?
33. Se você não conseguiu ainda, o que você tem a perder?
34. Você já esteve com alguém, não disse nada, e saiu sentindo como se você tivesse acabado de ter a melhor conversa?
35. Por que as religiões, que apoiam o amor causam tantas guerras?
36. É possível saber, sem sombra de dúvida, o que é bom e o que é mal?
37. Se você ganhasse um milhão de reais, você sairia do seu trabalho?
38. Você prefere ter menos trabalho a fazer, ou mais trabalho daquilo que você realmente gosta de fazer?
39. Você já sentiu como já tivesse vivido este dia uma centena de vezes antes?
40. Quando foi a última vez que você se arriscou no escuro com apenas a esperança do brilho suave de uma idéia que acreditava piamente?
41. Se você soubesse que todos que você conhece iriam morrer amanhã, quem você visita hoje?
42. Você estaria disposto a reduzir sua expectativa de vida por 10 anos para se tornar extremamente atraente ou famoso?
43. Qual é a diferença entre estar vivo e viver verdadeiramente?
44. Quando é hora de parar de calcular o risco e recompensa, e ir em frente e fazer o que você sabe que é certo?
45. Se aprendemos com nossos erros, por que estamos sempre com medo de cometer um erro?
46. O que você faria diferente se você soubesse que ninguém iria julgá-lo?
47. Quando foi a última vez que você percebeu o som de sua própria respiração?
48. Quem você ama? Alguma de suas recentes ações expressou abertamente este amor?
49. Em 5 anos a partir de agora, você vai lembrar o que você fez ontem? E quanto ao dia antes? Ou no dia anterior que?
50. Decisões estão sendo tomadas agora. A pergunta é: Você está fazendo-as para si mesmo, ou você está deixando que os outros façam por você?

Fonte.

O absurdo controle estatal – na Suécia

sueciaA Suécia, um dos mais ricos e desenvolvidos países do mundo é famoso pelo seu exemplo de como o estado pode cuidar bem dos cidadãos. Frequentemente, seu sistema político e baixos índices de corrupção são citados como uma utopia para a realidade brasileira. E em meio à guerra de palavras que tem tomado conta desses últimos tempos, a brasileira Daniela Farias  que mora por lá, resolveu nos dar uma visão do país escandinavo:

“Pros amigos querendo fugir da República Bolivariana Brasileira™, não recomendo a Suécia. É bolsa família, bolsa escola, bolsa desemprego, bolsa habitacao, bolsa-pros-asilados-da-Siria e os PRESOS VÃO PRA COLÔNIA DE FERIAS! A maior rede de televisão É ESTATAL! CADE A LIBERDADE DE IMPRENSA? E EU AINDA PAGO IMPOSTO PRA ISSO!

Meu salario é todo imposto e o que sobra não dá pra pagar empregada doméstica! Imagina, tenho de lavar minha propria privada, um horror! Tenho de andar de ônibus e bicicleta, NA NEVE!

E…segurem-se nas cadeiras….SÓ SE COMPRA CERVEJA NAS LOJAS ESTATAIS! DITADURA!

É praticamente a Venezuela, corram para Miami por favor. O iPhone também é caro aqui, não dá pra levar muamba pra revender.”

E como ela explica na continuação do post, teve gente com dificuldade de entender a ironia. Pobres nórdicos, caminham para a ruína e nem se dão conta. Culpa de viverem distraídos em meio a fiordes e auroras boreais.

O absurdo controle estatal – na Inglaterra

Inglaterra-ChamadaPois é meus caros, aparentemente Hugo Chávez se foi, mas sua influência no mundo não para de crescer. Imaginem só vocês mais um país acaba de sucumbir ao modelo golpista bolivariano e justamente um símbolo de desenvolvimento. O Grande Império,  os soberanos do velho mundo, a Terra da Rainha acaba de capitular perante os malditos esquerdistas. É o que nos conta Ivan Pregnolato:

Resolvi fazer a minha versão sobre as minhas experiências e observações no Reino Unido.

O Bolivarianismo Britânico*

*país que possui uma monarquia hereditária, uma aristocracia milenar (0,6% da população é dona de 69% das terras) e um governo CONSERVADOR desde as eleições de 2010. Mas extremamente bolivariano! A ver:

1 – Desde o escândalo do jornal News of the World em 2011 (o jornal ilegalmente acessava voicemails de pessoas a fim de obter ‘furos’ de reportagens), o governo britânico estabeleceu uma serie de marcos regulatórios para a mídia a fim de não permitir abuso por parte dos veículos de comunicação. Entre eles estabeleceu-se o Independent Press Standards Organisation (Ipso) que regula a atividade da imprensa e aplica pesadas multas àqueles veículos que fujam de padrões éticos do jornalismo. Uma verdadeira afronta bolivariana à liberdade de expressão no país de titia Beth! (http://goo.gl/xR4JEF) (http://goo.gl/TkXNxH).

2 – A principal emissora no Reino Unido é a estatal British Broadcasting Corporation (BBC). Um clássico caso de propaganda e lavagem cerebral centralizador típica de governos totalitários como o britânico (http://goo.gl/xFz4oA).

3 – A BBC é principalmente mantida pela taxa da TV Licence, obrigatória a todos aqueles que possuem TV em casa. A taxa custa £145,50 anuais (R$594,85) por domicílio. Uma vergonha! Onde já se viu cobrar pela TV aberta? Chávez certamente apoiaria tal política! (http://goo.gl/RfaeZD)

4 – Somente durante o governo atual (CONSERVADOR em coalizão com os liberais-democratas) foram levados a cabo três plebiscitos sobre três questões distintas: devolução parcial de poder ao País de Gales, mudança ou não das regras do processo eleitoral britânico e se a Escócia iria ou não se separar do Reino Unido. Um uso flagrante de plebiscitos como armas populistas e perigosamente populares! (http://goo.gl/FI31U0).

5 – Há uma taxa DIÁRIA de £11,50 (R$47,02) para aqueles que queiram dirigir seus carros no centro de Londres de segunda a sexta ate as 18:00 horas (‘congestion charge’). A multa para aqueles que não tenham pago é de £130 (ou £65 se paga em 14 dias do dia da multa) – R$531,48 e R$265,74, respectivamente. Uma verdadeira atitude bolivariana e afronta ao direito divino de ir e vir do cidadão londrino. O logo da ‘congestion charge’ é um grande C em um fundo VERMELHO! Coincidência? Eu acho que não!!! (http://goo.gl/C4x55G) (http://goo.gl/0cw5aJ).

6 – Os parlamentares britânicos normalmente possuem um dia da semana (‘surgeries’) em que membros de suas respectivas constituintes podem consultá-los e propor questões para serem levadas adiante a seus respectivos partidos políticos. Uma clara deturpação bolivariana da democracia representativa (http://goo.gl/BUCmq1).

7 – Aqueles que possuem uma renda de mais de £150.000,00 anuais (R$613.249,09) (o valor mais alto da tabela tributária) pagam 45% de impostos ao governo britânico. Antes mesmo de terem o dinheiro depositado em suas contas. Um verdadeiro caso de estelionato econômico por parte do governo. Praticamente um golpe bolivariano/neocomunista/confiscador mensal (http://goo.gl/9MQCBf).

8 – Aqueles que recebem £10.000,00 anuais (R$40.883,27) ou menos (o valor mais baixo da tabela tributária), não pagam impostos sobre seus salários. Introduzido pelo atual governo CONSERVADOR (o teto anterior era mais baixo), essa medida claramente possui um indiscutível viés bolivariano populista em que os empregadores arcam com os tributos do país em nome da vagabundagem coletiva da massa malcheirosa (http://goo.gl/9MQCBf).

9 – É comum que a classe trabalhadora britânica vá a Europa continental (Espanha e Grécia são destinações populares) em suas despedidas de solteiro(a) por meio de passagens de avião bastante baratas. A falta de glamour em se viajar por vias aéreas na Europa ao lado desta massa malcheirosa em seu torpor alcoólico mostra claramente as nefastas consequências de um pais dominado pelo bolivarianismo populista tributário acima descrito.

10 – Os desempregados britânicos recebem a quantia de, no máximo, £72,00 (R$295,99) por semana. Um absurdo! O bolivarianismo britânico deveria se espelhar em repúblicas que recentemente também adotaram o bolivarianismo na América Latina (como o Brasil) que pagam em média somente R$150,00 por mês (http://goo.gl/dPiYIx) (http://goo.gl/t2WNqe).

11 – O governo britânico gasta 15% de seu PIB em bem-estar social (‘welfare’) anualmente. Um sangramento das contas públicas que compra o voto dos vagabundos! Novamente, o Brasil deveria servir de inspiração para a diminuição de tais gastos, pois gasta somente 2,86% de seu PIB com a sua massa malcheirosa. E faz muito bem! (http://goo.gl/MSCjWy) (http://goo.gl/PxgmkN).

12 – O sistema estatal de saúde britânico (National Health Service – NHS) é gratuito e de grande porte. Emprega diretamente 1.7 milhões de pessoas (um número absurdo de funcionários públicos!!!) e possui um

orçamento colossal de £108,9 bilhões (R$445,22 bilhões). Um verdadeiro desperdício de verba pública em nome da perversidade ideológica do bolivarianismo! (http://goo.gl/cdVM8F).

13 – O paciente do NHS, se receitado medicamento, paga apenas £8,05 (R$32,91) pela receita em troca do remédio, independente de qual: de loção para espinhas a medicamentos para tratamento de câncer (por exemplo). Uma verdadeira fogueira com os impostos do empresariado britânico! (http://goo.gl/EUJNw2).

14 – Os desempregados que recebem seguro-desemprego do governo, os idosos com mais de 60 anos, os menores de 16 anos, aqueles de 16 a 18 anos que estudam integralmente, grávidas e mais tantos outros nem pagam pela receita. Ganham medicamentos de graça! Certamente tal bolivarianismo populista nos levará todos ao abismo!! Não pode dar o peixe, tem que ensinar a pescar! (http://goo.gl/EUJNw2).

15 – Há ciclovias por todos os lados no Reino Unido. O prefeito de Londres, CONSERVADOR bolivariano que é, não satisfeito com o número de ciclistas em sua cidade, ainda introduziu bicicletas para alugar (em conjunção com o banco Barclays, uma instituição extremamente esquerdista) por £2,00 por dia (R$8,18) pela cidade inteira. A moda pegou e vários centros urbanos adotaram essa mesma medida babaca bolivariana (http://goo.gl/2Ld58w) (http://goo.gl/pKs4HE).

16 – O casamento entre pessoas do mesmo sexo entrou em vigor na Inglaterra e no País de Gales a partir de março/2014 e entrará em vigor a partir de dezembro/2014 na Escócia. Se isso não mostra o quanto estamos vivendo sob uma ditadura gayzista e feminazi bolivariana na ilha de titia Beth eu não sei o que mostra! (http://goo.gl/K7U2EY).”

Será o fim do Império Britânico ? Como puderam deixar os movimentos populares irem tão longe ? Talvez tenha faltado um governador sem medo de usar a polícia com pulso firme. Ou quem sabe, um choque de gestão.

O absurdo controle estatal – na Alemanha

aleSeria a Alemanha o país das bolsas ? Como é possível o país mais rico da União Europeia se sustentar com tanta gente mamando nas tetas do governo ? Ou afinal de contas descobriremos que o pai do Bolsa Família não foi nem Lula nem FHC (com Bolsas Escola e Gás), mas que podem ter sido inspiradas em boas ideias já implementadas em outras nações ? Vejamos o que nos diz Alex Alves Tolkmit sobre o governo germânico:

“Como o “Bolsa Família” só cria “acomodados” e “vagabundos” que não querem trabalhar a “afundam o país”, vai aqui uma PARTE da lista dos “bolsa alguma coisa” deste país de “vagabundos”, “acomodados” que não levam o país a lugar algum: a ALEMANHA! (Provavelmente “Comunista” para os olhos de alguns que olham esta lista mas, pelo que parece, o QUARTO país mais rico e capitalista do planeta – mas isto deve ser também uma “conspiração”…).

Aqui porque os alemães são “vagabundos”:

“bolsa pobre” (Hartz IV antigo sozialhilfe) pra todo mundo que é “pobre”= R$1227,19
– se vai ser mãe, 17% a mais
– se é pai/mãe solteiro, até 60% a mais; 12% por criança;
– com uma deficiência qualquer, 35% a mais (fora outros auxílios!)
– etc

TODAS as pessoas tem direito a habitar num espaço de 45 m² para uma pessoa, 60 m² para duas e 15m² suplementares para cada integrante da família e o GOVERNO paga a diferença de aluguel se isto não for possível com as condições financeiras das pessoas.

Por lei, todas as casas/apartamentos alugados tem que ter água, luz e aquecimento e TODAS as pessoas tem o direito a isto, com intervenção e ajuda do governo se não houver.

“bolsa desemprego” – durante 150 dias o GOVERNO paga seu último salário para você até o limite de R$16. 119, 39. Depois disto você passa para o “bolsa pobre”.

“bolsa criança” (kindergeld), não só para pobres mas para muitos que pertencem à classe média baixa = R$575,92 por criança, depois do terceiro aumenta…

“bolsa pais” (elterngeld), para pais que se ocupam de suas crianças = R$938,99 a mais sobre os outros benefícios.

“bolsa universidade” (Bafög) = o Governo paga a universidade e, somente se você se empregar depois e passar a ganhar acima de um certo salário, ele cobra parcelas pequenas sem juros deste montante!

“bolsa creche” (Kindesunterhalt) = o Governo paga um montante relativo aos ganhos da família para a criança ir para a creche ou, se ficar em casa, a família ganha este montante. É relativo ao salário da família.

“bolsa casa” (Wohngeld) = o governo ajuda a pagar seu aluguel, calculado em função das leis de condições mínimas, dos salários da família ou adicionado ao “bolsa pobreza”.

“bolsa falência” (Insolvenzgeld) = se você for a falência e não tiver dinheiro para pagar teus funcionários mesmo depois de tudo vendido, o governo garante estes salários.

E há muito mais e, em termos de “regulamentação”, tenho a impressão que a Alemanha é dos países que mais as tem e são tantas que eu teria que escrever um livro sobre como o Governo regulamenta qualquer coisa, desde filmes e imprensa até a largura de escadas em escolas, sejam públicas ou privadas (que quase não há pois é lei todas as crianças irem para a escola – com pena até de prisão para os pais que negarem! – e é dever do governo proporcionar esta oportunidade!).

Mas acho que já deu para ter uma ideia do porque os Alemães são tão “vagabundos”, “não querem trabalhar”,  “não produzem nada que preste” e são “voto cabresto”. É um povo muito burro, acomodado e subdesenvolvido…

Aqui o link para quem quiser mais informações: http://www.sozialleistungen.info/

Ai está, esta é uma pequena ideia de como uma das nações mais admiradas do mundo trata suas questões sociais. Talvez seja mesmo o caso do Brasil abandonar o seu povo e desistir da democracia em busca do desenvolvimento. Porque não trazer de volta os militares não é mesmo, eles foram tão bons para nós. Inclusive há quem defenda que somos tão atrasados por não nos envolvermos em guerras, talvez seja o impulso que nos esteja faltando. Preparem-se Argentina e Venezuela, o Império do Brasil há de se erguer contra seus desmandos!

O absurdo controle estatal – na Austrália

auNesse ano de discussões tão acaloradas, a cada momento surgem novos focos de  polêmica e desentendimento. E um dos argumentos mais repetidos e ignorantes é “isso só acontece no Brasil”. Parece impossível enxergar que outros países sofrem com a carga tributária, a corrupção, a falta de transporte, quando não tem situações mais graves como guerras, golpes políticos e epidemias.

A moda da semana é bradar contra a instalação do Bolivarianismo no Brasil, ainda que praticamente ninguém saiba do que se trata.  Se o medo é de um controle maior do estado, olhemos o exemplo da Austrália, país que muitos brasileiros sonham conhecer ou até mesmo morar:

20 RAZÕES PARA QUEM QUISER FUGIR DO “BOLIVARIANISMO” NO BRASIL ‪NÃO‬ IR PARA A AUSTRÁLIA
(compartilhado de Andre Levy) – Do grupo do CAASO no Facebook.

1. Para tudo há conselhos de movimentos sociais (peak bodies), e os governos os consultam e prestam-lhes satisfação regularmente (bit.ly/1san6Qa).

2. O governo paga até R$1562 de Bolsa Família (Parenting Payment, bit.ly/1pgKakt), sem qualquer exigência como frequência escolar ou vacinação (no Brasil os beneficiários recebem em média R$5 por dia para a família toda).

3. Não se pode fazer reforma em casa sem submeter seu projeto à consulta pública, através da prefeitura, exigindo que se pendure um aviso na porta da tua casa por duas semanas ou mais para quem quiser consultá-lo e apresentar objeções. Se os teus vizinhos não gostarem da ideia, a prefeitura não aprova (bit.ly/10jbDX2).

4. Há piscinas públicas nas praias e churrasqueiras nos parques de uso gratuito, pagas com o bolso do contribuinte.

5. As cláusulas dos contratos de aluguel residencial são ditadas pelo governo do estado (bit.ly/1phlBE4).

6. Não se pode trabalhar de barman sem licença específica para servir álcool (RSA, onlinersa.com.au).

7. Não se pode vender álcool em mercados e supermercados; só em lojas licenciadas pelo Estado (bottle shops, bit.ly/1DWVymW).

8. Não é permitido trabalhar de eletricista, encanador ou pedreiro sem licença do Estado (professional license, bit.ly/1e43SWa).

9. Não é permitido abrir um cabeleireiro sem licença específica do Estado (business license, bit.ly/1pgLuEb).

10. Tem ciclovia para todo lado e é proibido andar de bicicleta sem capacete ou na calçada. A multa por não usar capacete é R$115 em Sydney (bit.ly/1uounCc), R$332 em Adelaide (bit.ly/1go9IaK) e R$400 em Melbourne (bit.ly/1x2Ojsb).

11. Todos os filmes exibidos em cinemas, festivais e instituições de ensino precisam passar pela censura (Classifications Board, classification.gov.au).

12. Não é permitido o marketing de cigarros e produtos de tabaco, nem mesmo na própria embalagem (bit.ly/1mbSZIv).

13. O salário mínimo é R$5395 a.m. (bit.ly/1mKLtkZ, alguém pode por favor avisar o Armínio Fraga?)

14. Em Melbourne o governo subsidia 88% do transporte público (bit.ly/1wZ4AgK). A Prefeitura de São Paulo subsidia 20%.

15. Os nativos que moram em áreas remotas recebem uma Bolsa Aborígene de R$76 a.m. (bit.ly/1zrGz6q).

16. Paga-se em média R$3600 a.m. de impostos diretos e indiretos (no Brasil são R$830).

17. Tem 1 funcionário público para cada 13 pessoas (no Brasil tem 1 para cada 17).

18. Paga-se ao governo do estado R$235 a.m. para ter 1 vaga de carro na área central de Melbourne para desestimular as pessoas a irem de carro para a cidade (congestion levy, bit.ly/1A3Vipo).

19. Os governos estaduais recomendam livros LGBT para pré-adolescentes (bit.ly/1tVjsxO).

20. O voto é obrigatório e a multa é R$43 (no Brasil é R$3,51). Se não justificar ou pagar a multa, irá para a justiça. Se o eleitor for considerado “culpado”, a multa sobe para R$370 mais os custos do tribunal e o “culpado” pode ficar fichado na polícia (bit.ly/1ySOAyc). No Brasil não há criminalização e quaisquer sanções são suspensas assim que quitada a multa de R$3,51 no cartório eleitoral.

 

Em breve mais exemplos de como outros países tratam problemas que encontramos no nosso dia a dia.

Viva a alternância

presidentes

Fernando Henrique: ministro de Itamar.
Itamar: vice do Collor.
Collor: filho de Arnon de Melo. Seu pai foi deputado pela UDN, senador pela Arena e assassinou sem querer o senador José Kairala. Queria matar Silvestre Péricles de Góis Monteiro. Assim como o filho, nunca foi preso.
Sarney: senador pela Arena e deputado pela UDN
Vinte e um anos de milicos.
Jango: ministro de Vargas.
JK: apoiou a Revolução de 1930, foi deputado pelo PRM.
José Linhares: ministro do supremo de Vargas.
Vargas: ministro de Washington Luís.
Milicos. Mais milicos.
Washington Luís: do PRP, mesmo partido de Rodrigues Alves.
Artur Bernardes: do PRM, mesmo partido de Epitácio Pessoa.
Epitácio Pessoa: do PRM, mesmo partido de Delfim Moreira.
Delfim Moreira: vice de Rodrigues Alves.
Rodrigues Alves: segundo mandato, morreu de gripe espanhola.
Venceslau Brás: vice de Hermes da Fonseca.
Hermes da Fonseca: sobrinho de Deodoro da Fonseca.
Nilo Peçanha: vice de Afonso Pena.
Afonso Pena: conselheiro do Império e ministro de Pedro II.
Rodrigues Alves: do PRP, mesmo partido de Campos Sales. Também foi conselheiro do Império e ministro de Floriano Peixoto.
Campos Sales: ministro de Deodoro da Fonseca.
Prudente de Morais: monarquista, membro do PL durante o Império.
Floriano Peixoto: vice de Deodoro.
Deodoro: primeiro Presidente. Milico.

Do Facebook do Allan Sieber.

Como sobreviver a um psicopata

a-psicopatasReproduzindo texto do portal Administradores:

“Você já conheceu um psicopata? Sabe exatamente como eles agem, pensam ou sentem? Pois bem, eu já conheci e posso afirmar seguramente que a experiência não é das melhores, mas certamente posso dizer que aprendi muito, pelo menos o suficiente para escrever este texto.

A grande dificuldade para se reconhecer um psicopata está justamente no fato de eles não se parecerem em nada com um. Você não verá um psicopata se apresentar a você tão claramente assim e como diz a Psiquiatra Forense Talvane M. de Moraes: Eles são normais na aparência, mas perigosos nas atitudes.

Os psicopatas são pessoas que podem arruinar empresas, famílias e destruir sonhos de outras pessoas. São frios, calculistas e com nenhuma sensibilidade, manipulam com destreza, não sentem culpa remorso ou qualquer tipo de compaixão. A palavra empatia (que quer dizer se colocar no lugar do outro) passa longe da compreensão de um psicopata. Eles trabalham, estudam, se casam, levam uma vida aparentemente normal e podem ate se intitularem “pessoas do bem”. O que contribui para que o reconhecimento de um psicopata seja dificil é o fato que ainda existe um grande equívoco em torno da psicopatia.

Muitas pessoas acham que todos os psicopatas são assassinos, mas o que muita gente não sabe é que existem níveis de psicopatia, sendo caracterizado como leve, moderado e severo. Em sua grande maioria não matam e vivem como pessoas comuns, mas quando se sentem ameaçados e possuem um grau severo de psicopatia, fazem isso a sangue frio, com requintes de crueldade e sem nenhum remorso. É importante ter consciência que todos os níveis de psicopatia podem devastar a vida de uma pessoa, portanto é preciso ter cuidado.

Engana-se quem pensa que psicopatas tem um padrão social, muito pelo contrário, eles estão espalhados por todos os lugares, independente de gênero, raça, credo ou nível socioeconômico.

São pessoas inteligentes, envolventes, bem articuladas e muito sedutoras, conseguindo facilmente o que querem, sem levantar a maior suspeita. Em 2008, a Dra. Ana Beatriz Barbosa e Silva, publicou o livro chamado Mentes Perigosas – O psicopata mora ao lado (Editora Fontanar) que foi reeditado rencentemente, onde descreve claramente como pensa e age um psicopata, dentre as várias dicas há um capítulo especial onde está contido um manual de sobrevivência a um psicopata, nele existem várias informações importantes para saber lidar com estes predadores sociais.

Confira algumas dicas do manual de sobrevivência a um psicopata:

1 – Não se iluda e fique atento – A primeira dica a respeito da psicopatia é, não se iluda e considere o fato de que psicopatas existem e podem estar mais próximos do que você imagina. É importante também saber que eles não possuem uma consciência emocional, logo não amam verdadeiramente e são incapazes de se ligarem a outra pessoa, por mais que disfarcem isso muito bem.

2 – As aparências enganam – Cuidado! Como dito antes, um psicopata jamais vai lhe apertar a mão e dizer: Muito prazer, eu sou um psicopata! mas são pessoas envolventes, muito cativantes, e vão usar todas as armas que possuem para conseguir o que querem, por isso é muito importante estar atento ao que está por trás das aparências, buscando saber as verdadeiras intenções. Procure estar atento não somente ao que é dito, mas também as intenções por trás do discurso e como dizem por aí, cuidado com o canto da sereia.

3 – Considere sua intuição – Muitas vezes deixamos de ouvir a voz da intuição e mais tarde acabamos arrependidos. Se uma luzinha interna acender em você, considere este fato, não ache que ‘e coisa da sua cabeça. Talvez seja seu próprio instinto protetor avisando que ‘e hora de tomar cuidado.

4 – Tome cuidado com pessoas excessivamente encantadoras – Aqui vale bem o ditado: Nem tudo que reluz é ouro. Embora quando conhecemos uma pessoa, tendemos a esconder nosso lado “mais sombrio” por assim dizer, devemos ter um pouco de cuidado quando uma pessoa aparenta ser “O máximo”. Uma boa dica é fazer perguntas para esta pessoa. Psicopatas geralmente dão respostas vagas, sem muita profundidade, se possível, averigue a veracidade do que ele fala. Cuidado também com os “bons ouvintes” as vezes psicopatas se disfarçam de “terapeutas” para poder usar a informação contra você no futuro.

5 – A situação faz o ladrão – Existem situações que são propicias para a ação de um psicopata, tais como festas, baladas, hotéis e aeroportos. Suas vítimas são pessoas sozinhas. Psicopatas observam todos os detalhes de um ambiente e são capazes de farejar a carência de uma pessoa. Portanto, atenção redobrada nesses locais, não te farão mal algum.

6 – Não caia no jogo de intrigas – Psicopatas são excelentes para fazer intrigas. Coletam uma informação aqui, outra ali e quando menos se espera utilizam isso para armar o circo e deixar pegar fogo. Não seja você a cair nessa, fale diretamente com as pessoas envolvidas, procure resolver a situação. Entrar nesse jogo só fará com que o psicopata se sinta ainda mais forte. Corte o mal pela raiz e jamais seja cumplice dessa situação.

7 – Quem sente culpa ou pena não é psicopata – Qualquer tipo de sentimento relacionado a pena ou culpa, passa longe da cabeça de um psicopata. O máximo que ele consegue sentir é frustração por não ter conseguido o que queria. Portanto, sentir pena ou culpa por ter se afastado de um psicopata só o fortalecerá ainda mais. Ao reconhecer um psicopata, se afaste sem pensar duas vezes, eles são especialistas em brincar com os sentimentos e virar o jogo sem o menor remorso.

8 – Não caia na ilusão de consertar o que não tem conserto – Não adianta achar que você é a pessoa que poderá mudar um psicopata, principalmente quando se tratar do campo afetivo, acreditar que ele ainda não encontrou a pessoa certa e por isso faz o que faz é uma forma de enganar a si mesmo. Ajuda só deve ser dada a quem a deseja e quando se trata de psicopatas, isto está fora de questão pois jamais querem ser ajudados ou mudados.

9 – Não seja cumplice da situação – Jamais concorde com os objetivos obscuros de um psicopata. Não ceda a chantagens ou chavões do tipo: “Não conte nada a ninguém” “fico te devendo uma” ou “uma mão lava a outra” ainda mais no ambiente corporativo. Se perceber que algo não está certo e poderá te complicar, não pense duas vezes para tirar a situação a limpo.

10 – Corra para bem longe – Se você já identificou um psicopata, a única maneira de fazer com que ele não te prejudique é se afastando. Psicopatas vivem de acordo com os próprios interesses e não respeitam regras sociais. Pode ser que as pessoas estranhem e não entendam o seu comportamento, não estranhe se seus amigos ou pessoas próximas tentarem reaproximar você dessa pessoa, mas mantenha-se firme pois isso acontece devido a dificuldade que se tem para detectar e até mesmo aceitar que aquela pessoa vista como “maravilhosa” é na verdade um grande psicopata.”

psico-20120919101756