Como os nossos pais. E depois vomito.

ct

Reprodução do texto de Mauro Betting para o Lance.

“Pai, posso sair de casa hoje à noite e voltar umas três da manhã?

– Pode.

– Pai, posso beber duas vodkas e chegar umas três e meia?

– Pode.

– Pai, posso dormir na casa da Mariana e não ter hora pra chegar?

– Pode.

– Pai, posso pegar quanto eu quiser da sua carteira?

– Pode.

– Pai, posso fumar e chegar a hora que quiser? E se eu quiser?

– Pode.

– Pai, posso fazer qualquer coisa e não te contar nem a pau?

– Pode.

– Posso dar um pau naqueles folgados da rua de baixo?

– Pode.

– Posso invadir o CT daquela time sem vergonha?

– Pode.

– Posso matar? Posso morrer.

– isso não pode. Onde já se viu? Não tolero isso. Nunca tolerei. É uma vergonha. Tomarei providências. Onde está a polícia que não faz nada? As autoridades que deixam chegar a esse estado de coisas? A Dilma que faz porto em Cuba. O Alckmin que não faz metrô. O mundo está perdido. Ninguém tem mais amor no coração. Educação. Respeito. Que pais é esse? Onde estão os pais dessas pessoas?

– Está na minha frente, pai.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s